Contactos
Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros

Navegação

Pesquisa no Site

Sugestões:

 
Fechar [x]

Risco de incêndio

10697954

Visitantes

Notícias Arquivo de Notícias

Câmara Municipal de Oleiros aprovou proposta para isentar populações do pagamento da taxa prevista para a limpeza de fossas e de coletores particulares

Por Município de Oleiros em 29 de Janeiro de 2014

Câmara Municipal de Oleiros aprovou proposta para isentar populações do pagamento da taxa prevista para a limpeza de fossas e de coletores particulares

A Câmara Municipal de Oleiros acaba de aprovar em reunião de Câmara, realizada no dia 24 de janeiro de 2014, a proposta do Sr. Presidente no sentido de isentar os residentes nas localidades onde ainda não existe rede pública de saneamento, da cobrança da taxa de limpeza de fossas séticas e de coletores particulares. Esta proposta será enviada à próxima reunião de Assembleia Municipal, órgão ao qual caberá deliberar a aprovação da isenção da referida taxa.

Na base desta proposta esteve o facto de a maior parte destas povoações verificar baixos índices de densidade populacional e acentuado envelhecimento, algumas vezes agravado por escassos recursos financeiros, pelo que se considerou de relevante interesse para o município assegurar o serviço de recolha de lamas e águas residuais nos alojamentos domésticos situados nessas localidades. Por outro lado, pretende-se garantir a equidade entre os cidadãos, pelo que esta é entendida como uma questão de justiça para com as populações que neste momento ainda não são servidas pela rede de drenagem de águas residuais.

Recorde-se que esta era uma taxa que estava prevista no Regulamento de Cobrança da Tabelas de Taxas e Licenças Municipais e que para o ano de 2014 correspondia ao pagamento de 18 euros por cada cisterna e de 0,70 euros por cada quilómetro de percurso da viatura utilizada na prestação do serviço.

Ler mais

Ação de esclarecimento e sensibilização sobre Internet Segura

Por Município de Oleiros em 28 de Janeiro de 2014

Ação de esclarecimento e sensibilização sobre Internet Segura

O Espaço Internet de Oleiros vai assinalar no próximo dia 11 de fevereiro o Dia Internet Segura, sob o tema “Juntos vamos criar uma Internet melhor”. A iniciativa insere-se no âmbito da celebração da Semana Europeia da Internet Segura e consiste na realização de uma ação de esclarecimento e sensibilização para uma utilização mais segura das tecnologias online.

A atividade decorrerá no Espaço Internet de Oleiros e será direcionada para os alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico do concelho, designadamente do 5.º e 6.º ano, visto serem um dos principais grupos de risco e vulnerabilidade na utilização da Internet, segundo dados disponibilizados pela Associação Plataforma Internet Segura.

Ler mais

Jornadas Técnicas de BTT passaram em Álvaro

Por Município de Oleiros em 27 de Janeiro de 2014

Jornadas Técnicas de BTT passaram em Álvaro

No âmbito das Jornadas Técnicas de passeios de bicicleta – vertente BTT promovidas pela associação Pinhal Maior (Associação de Desenvolvimento do Pinhal Interior Sul), as quais tiveram lugar no passado fim-de-semana, enquadradas no projeto “Qualificação do Turismo Activo”, uma parte da formação outdoor, módulo “Condução segura (individual e em grupo)” passou no dia 26 de janeiro (domingo) pela Aldeia do Xisto de Álvaro. A atividade compreendeu um percurso de iniciação ao BTT, de cerca de 10 Km, o qual deslumbrou todos os participantes oriundos dos vários concelhos que integram o Pinhal Interior Sul.

Recorde-se que no concelho de Oleiros existem três bikotel* (Bike Friendly Hotel), “unidades de alojamento com boas práticas de acolhimento de ciclistas que traduzem um conjunto de serviços especialmente criados a pensar nas necessidades daqueles para quem andar de bicicleta (de estrada ou montanha) é a coisa mais importante do mundo”. Também a Grande Rota do Zêzere (GRZ) que une a nascente à foz do rio Zêzere, passando pelo concelho de Oleiros, apresenta a possibilidade de ser percorrida a pé, de bicicleta ou em canoa.


*Consulte aqui

Ler mais

Teatro em Oleiros no próximo domingo

Por Município de Oleiros em 27 de Janeiro de 2014

Teatro em Oleiros no próximo domingo

O espetáculo de teatro “À deriva”, produzido pela AJIDANHA - Associação de Juventude de Idanha-a-Nova, vai ser apresentado em Oleiros no próximo dia 2 de fevereiro, pelas 15H00, no auditório da Santa Casa da Misericórdia.

A peça de teatro “À deriva” conta com encenação de José Carlos Garcia e Nádia Santos e interpretação de Ana Grilo, Bruno Esteves e Rui Pinheiro. Esta consiste numa adaptação livre do texto “Em Alto Mar”, de Slawomir Mrozek, a partir do qual se pretende criar numa dramaturgia própria, uma linguagem cómica e visual capaz de dialogar com a profunda crise de valores sociais e institucionais em que Portugal e o mundo em geral estão mergulhados.

Ler mais

Curso de formação pós-secundária ou outro de nível superior no Concelho de Oleiros

Por Município de Oleiros em 24 de Janeiro de 2014

Curso de formação pós-secundária ou outro de nível superior no Concelho de Oleiros

O Município de Oleiros está a estudar, juntamente com o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) e o Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade (AEPAA), a possibilidade de ser criado um Curso de Especialização Tecnológica (CET) ou outro de nível superior no concelho de Oleiros, já a partir do próximo ano letivo.

Para o efeito, neste momento, é necessário recolher os dados de eventuais interessados, pelo que se informa que os potenciais candidatos devem contactar com a maior brevidade possível a Direção do Agrupamento (272 680 210). Recorde-se que
o número de candidatos e a sua confirmação atempada vão ditar o sucesso desta iniciativa.

Mais informações aqui

Ler mais

Hora do Conto Sénior abordou o comunitarismo

Por Município de Oleiros em 23 de Janeiro de 2014

Hora do Conto Sénior abordou o comunitarismo

Realizou-se hoje mais uma Hora do Conto Sénior no Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Oleiros promovida pela Casa da Cultura. Nesta manhã de conversa falou-se de comunitarismo no meio rural e das suas transformações com o passar do tempo. Antigamente, fosse sementeira ou colheita, toda a aldeia se unia e se ajudava. À família, juntavam-se os vizinhos que embora sem laços de parentesco, por laços solidários se empenhavam em trabalhos, muitas das vezes bastante árduos.

Na Malhadancha, por exemplo, existe ainda o forno comunitário que a população da aldeia construiu com o apoio de todos. Como referiu uma das idosas, “uns amassavam o barro, outros colocavam as lages. Era cachopita nova e lembro-me que todas as semanas aquele forno fumegava. Quem quisesse pão fresquinho, só tinha de levar a lenha e o bassouro. De tudo o resto, o espaço estava apetrechado e era propriedade das cerca de vinte e três pessoas residentes”.

Hoje a vida é diferente, movida por outros hábitos e estilos de vida. O pão já vem da padaria, deixou de ser caseiro e apreciado depois de regado com um bom fio de azeite.

Outro exemplo veio da Isna, “ainda quase toda a gente coze broa no forno. Antigamente, não havia ceifa, malha ou descamisada sem que a população se reunisse. Naqueles serões, os cantorios ouviam-se Isna a cima, Isna a baixo. Tudo era motivo para cantar e dançar, até mesmo o resineiro por aqueles pinhais fora…”.

 

Ler mais

O Gabinete Técnico Florestal informa

Por Município de Oleiros em 23 de Janeiro de 2014

O Gabinete Técnico Florestal informa

O Gabinete Técnico Florestal (GTF) deste município, no âmbito da sua missão de esclarecimento e sensibilização da população acerca da ocorrência de ameaças bióticas à floresta, vem por este meio informar sobre a sintomatologia de uma doença que embora ainda não tenha sido detetada no nosso país, tem sido uma preocupação dos Estados-Membros e da Comissão Europeia.

O agente biótico nocivo é o fungo Hymenoscyphus pseudoalbidus/Chalara fraxinea (na sua forma assexuada), causador da doença vulgarmente conhecida por Murchidão do Freixo, a qual ataca maioritariamente as espécies florestais Fraxinus excelsior e o Fraxinus angustifólia. Esta doença tem sido observada não só em povoamentos florestais como em áreas urbanas e em viveiros, podendo infetar várias partes da árvore como rebentos, folhas, casca, tronco e sementes.

Para evitar a sua dispersão, é fundamental que sejam tomadas medidas preventivas e de deteção precoce, no sentido de minimizar os riscos de entrada deste agente biótico nocivo em Portugal. O GTF sugere a consulta do website do ICNF, nomeadamente a leitura da circular informativa elaborada pelo ICNF, I.P., em colaboração com a DGAV e o INIAV, I.P., assim como do plano de contingência 2014-2019 para este fungo. Nestes documentos encontra-se detalhada toda a informação sobre a sintomatologia da doença, principais vias de dispersão e medidas de prevenção e controlo, devendo o ICNF ser imediatamente informado se detetada a possibilidade de presença da doença.

Ler mais

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 | 252 | 253 | 254 | 255 | 256 | 257 | 258 | 259 | 260 | 261 | 262 | 263 | 264 | 265 | 266 | 267 | 268 | 269 | 270 | 271 | 272 | 273 | 274 | 275 | 276 | 277 | 278 | 279 | 280 | 281 | 282 | 283 | 284 | 285 | 286 | 287 | 288 | 289 | 290 | 291 | 292 | 293 | 294 | 295 | 296 | 297 | 298 | 299 | 300 | 301 | 302 | 303 | 304 | 305 | 306 | 307 | 308 | 309 | 310 | 311 | 312 | 313 | 314 | 315 | 316 | 317 | 318 | 319 | 320 | 321 | 322 | 323 | 324 | 325 | 326 | 327 | 328 | 329 | 330 | 331 | 332 | 333 | 334 | 335 | 336 | 337 | 338 | 339 | 340 | 341 | 342 | 343 | 344 | 345 | 346 | 347 | 348 | 349 | 350 | 351 | 352 | 353 | 354 | 355 | 356 | 357 | 358 | 359 | 360 | 361 | 362 | 363 | 364 | 365 | 366 | 367 | 368 | 369 | 370 | 371 | 372 | 373 | 374 | 375 | 376 | 377 | 378 | 379 | 380 | 381 | 382 | 383 | 384 | 385 | 386 | 387 | 388 | 389 | 390 | 391 | 392 | 393 | 394 | 395 | 396 | 397 | 398 | 399 | 400 | 401 | 402 | 403 | 404 | 405 | 406 | 407 | 408 | 409 | 410 | 411 | 412 | 413 | 414 | 415 | 416 | 417 | 418 | 419 | 420 | 421 | 422 | 423 | 424 | 425 | 426 | 427 | 428 | 429 | 430 | 431 | 432 | 433 | 434 | 435 | 436 | 437 | 438 | 439 | 440 | 441 | 442 | 443 | 444 | 445 |

Agenda Cultural

Inquérito

Considera que a Confraria Gastronómica do Cabrito Estonado é uma mais-valia para Oleiros?

Ver Resultados

Newsletter




Home | Notícias | Telefones Úteis | Contactos | Acessos para Oleiros | Mapa do Site | Programação Mensal | Links

© Município de Oleiros 2017 - Desenvolvido por citricweb.pt