Contactos
Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros

Navegação

Pesquisa no Site

Sugestões:

 
Fechar [x]

Risco de incêndio

9633815

Visitantes

Notícias Arquivo de Notícias

Encerramento oficial do Ano Internacional das Florestas na passada segunda feira, dia 19, em Lisboa

Por Município de Oleiros em 22 de Dezembro de 2011

Encerramento oficial do Ano Internacional das Florestas na passada segunda feira, dia 19, em Lisboa

Realizou-se na passada segunda feira, dia 19 de dezembro o encerramento oficial do Ano Internacional das Florestas (AIF) sob o lema «Uma Floresta para Todos». O dia ficou assinalado da parte da manhã com uma reunião no Salão Nobre da Secretaria de Estado das Florestas, na qual estiveram presentes o Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural e os restantes representantes da Comissão Executiva do AIF, onde foi avaliado o resultado da comemoração da efeméride, através do balanço das actividades desenvolvidas. Concluiu-se que é fundamental garantir a perenidade das mesmas para além de 2011, e que estas se saldaram por um enorme êxito, em mais de 800 iniciativas levadas a cabo pelas mais diversas instituições de cariz associativo, educativo, cultural, recreativo, profissional ou académico. 

Por outro lado, como meio de reforçar a floresta na agenda dos responsáveis políticos, dos decisores e da sociedade civil que em conjunto devem ser mobilizados para uma causa pública, será mantida a plataforma virtual já existente como ferramenta de comunicação privilegiada para quem quer saber, em qualquer altura do ano, em qualquer lugar do país, o que se está a fazer pela nossa floresta, com a nossa floresta e para a nossa floresta.

Da parte da tarde, teve lugar uma audição pública, na Assembleia da República que contou ainda com a presença de representantes de todos os grupos parlamentares e de diversas instituições da sociedade civil que têm a floresta por actividade e preocupação, contribuindo desta forma para o reconhecimento do valor da floresta.

«A floresta é riqueza nacional, representando 3% do PIB nacional, 11% do PIB industrial, 11% do total das exportações - à frente dos sectores do turismo, do têxtil e do calçado - emprega cerca de 260.000 postos de trabalho. Constitui o habitat de 80% da biodiversidade terrestre, melhora a qualidade da água, protege os solos, sequestra carbono, valoriza a paisagem, as actividades e os serviços ambientais relacionados com o sector e os espaços florestais. A floresta representa uma contribuição anual para a economia portuguesa de 1.300 milhões de euros. Por tudo isto, a celebração do Ano Internacional das Florestas decretado pelas Nações Unidas, não foi uma obrigação, mas verdadeiramente uma devoção.»

Ler mais

Exposição de Árvores de Natal na sede da Junta de Freguesia de Oleiros

Por Município de Oleiros em 00 de de 0000

Exposição de Árvores de Natal na sede da Junta de Freguesia de Oleiros

Ler mais

Espaço Internet de Oleiros promove mais uma Ação de Formação

Por Município de Oleiros em 22 de Dezembro de 2011

Espaço Internet de Oleiros promove mais uma Ação de Formação

O Espaço Internet de Oleiros irá promover mais uma Ação de Formação de Iniciação à Internet direcionada a todos aqueles que pretendam iniciar-se no mundo das novas Tecnologias da Informação e Comunicação. Com início previsto para janeiro de 2012, a formação tem um total de duração de 10 horas e visa dotar os formandos de competências básicas adequadas para uma utilização correta de hardware e software.

Esta ação de formação é gratuita.

Informações e inscrições:
Espaço Internet de Oleiros
Tlf.:
272 681 008
E-mail:
espacointernet@cm-oleiros.pt

Ler mais

Alargamento do prazo de entrega dos trabalhos do V Concurso de fotografia ambiental

Por Município de Oleiros em 22 de Dezembro de 2011

Alargamento do prazo de entrega dos trabalhos do V Concurso de fotografia ambiental

A V edição do afamado concurso de fotografia ambiental do Município de Oleiros, o qual decorreu ao longo de todo o ano de 2011 e cuja entrega dos trabalhos se poderia efectuar até ao dia 7 de Dezembro, viu o seu prazo alargado. Assim, os concorrentes poderão proceder à entrega dos trabalhos até ao dia 16 de Março de 2012, no Gabinete Técnico Local daquele município ou por correio. Sob o tema “Estações do ano em Oleiros”, pretende-se que os concorrentes captem a natureza em Oleiros pelas quatro estações do ano. Para mais informações, contacte o 272 680 130 ou consulte o regulamento em www.cm-oleiros.pt.

Ler mais

Biblioteca Municipal de Oleiros dramatiza “Um Milagre de Natal”

Por Município de Oleiros em 21 de Dezembro de 2011

Biblioteca Municipal de Oleiros dramatiza “Um Milagre de Natal”

A equipa da Biblioteca Municipal de Oleiros irá dramatizar a história “Um Milagre de Natal”, no próximo dia 23 de Dezembro, pelas 10 horas no auditório da Casa da Cultura de Oleiros. Da autoria de Raul Correia, a história irá salientar o espírito natalício entre as crianças do ensino Pré Escolar de Oleiros (Infantário D. Maria Augusta da Silva e Jardim-de-infância de Oleiros), ao mesmo tempo que pretende ser um instrumento privilegiado para a criação de hábitos de leitura, uma vez que apela à imaginação e criatividade e desde logo, à compreensão leitora. A iniciativa é aberta à população em geral.

Ler mais

Município de Oleiros promove Concurso de Ideias

Por Município de Oleiros em 16 de Dezembro de 2011

 Município de Oleiros promove Concurso de Ideias

O Município de Oleiros está a promover a realização do Concurso de Ideias “Empreendedorismo 2011”, numa estratégia articulada com a Comunidade Intermunicipal do Pinhal Interior Sul (CIMPIS), com o objectivo de desenvolver o espírito empreendedor da população em geral, contribuindo para a promoção do desenvolvimento e dinamismo locais. Desta forma, permite-se a valorização do potencial concelhio, fomentando a criação de uma nova dinâmica, imagem, produtos e serviços, ao mesmo tempo que se pretende promover e apoiar uma cultura empreendedora no concelho de Oleiros. Para além da atribuição de prémios para as três melhores ideias concorrentes, o concurso contempla ainda a possibilidade de concessão de apoios para a concretização dos projectos mais inovadores e originais.

São admitidas para concurso quaisquer ideias e projectos que potenciem o incremento de novas perspectivas de negócio, focando as mais diversas fileiras, tais como indústria, energia, serviços, comércio, turismo, inovação, entre outros. Do mesmo modo, os projectos podem estar associados a uma ou mais temática envolvendo, por exemplo: novos produtos, serviços e tecnologias; marketing; comunicação; imagem, gestão; comercialização; rotas e itinerários; qualidade; história; cultura; planeamento e ordenamento do território; ambiente; desporto; energia ou cooperação.

Podem concorrer a este concurso pessoas singulares que completem 18 anos até ao dia 31 de Janeiro de 2011, individualmente ou em grupo, bem como pessoas colectivas; tendo que estes ter por objectivo a exploração da ideia ou conceito de negócio. As candidaturas podem ser individuais ou apresentadas por equipas até 5 elementos de promotores da ideia apresentada a concurso, em que pelo menos dois dos seus elementos sejam jovens em frequência do ensino superior ou recém licenciados à procura de primeiro emprego.

A formalização das candidaturas a concurso será efectuada através do preenchimento do Formulário de Candidatura (disponível em
www.cm-oleiros.pt, juntamente com as Normas do Concurso) e da sua entrega, juntamente com o Curriculum Vitae do(s) promotore(s) da ideia a concurso, até às 17,30 horas do dia 31 de Janeiro de 2012, pessoalmente no Gabinete de Inserção Profissional da Câmara Municipal de Oleiros, ou por correio, através de carta registada com aviso de recepção para “Concurso de Ideias Empreendedorismo 2011, Câmara Municipal de Oleiros (GIP), Praça do Município 6160-409 Oleiros”. Para mais informações, consulte o website do Município de Oleiros ou contacte através do 272 680 130 ou via e-mail gip@cm-oleiros.pt.

Ler mais

Importantes achados arqueológicos no concelho

Por Município de Oleiros em 15 de Dezembro de 2011

Com a celebração do dia internacional das montanhas, no passado dia 11 de Dezembro, em Oleiros, o Município de Oleiros, em parceria com a Naturtejo, deu destaque à arte rupestre existente nas Montanhas de Oleiros, nomeadamente alguns achados recentes, que vêm demonstrar a ocupação humana por estas paragens, um “usufruto da paisagem que dura há cerca de 5000 anos”. O Dia Internacional das Montanhas ficou marcado pela interessante palestra “Arqueologia nas Montanhas de Oleiros”, a cargo do Dr. João Caninas da Associação de estudos do Alto Tejo e a qual foi complementada por uma visita guiada a um dos locais de interesse. 

Uma das grandes revelações deste dia, prendeu-se com a contemplação da Arte Rupestre existente nas Montanhas de Oleiros, nomeadamente a existência de gravuras, a qual veio comprovar a ocupação antiga da região. Por outro lado, achados recentes na Serra Vermelha, nomeadamente uma estrutura que se pode conectar com um ritual funerário atribuível à Pré-Historia Recente, vem atestar um “usufruto da paisagem” com cerca de 5000 anos. Recorde-se anteriores descobertas, como a existência de antigos monumentos funerários (tumulus) no concelho, haviam preenchido uma lacuna no conhecimento da presença efectiva de comunidades humanas, nesta zona serrana do distrito de Castelo Branco, a partir do Neolítico.



Por último, refira-se que a paisagem de Oleiros é marcada por montanhas xistentas fortemente recortadas por linhas de água encaixadas em vales profundos. Estas serranias são abruptamente cortadas pela Serra do Moradal, uma enorme “muralha” na paisagem, constituída por quartzito. O cume destas montanhas de quartzito e xisto de Oleiros, actualmente a cerca de 800-1000 m de altitude, já se situou no passado no fundo de um oceano cheio de vida, revelando a história do planeta nos últimos 600 milhões de anos.

No final, ficou comprovado que as rochas de Oleiros, em especial o xisto, marcam a ocupação humana na região há milhares de anos, desde os antigos monumentos funerários (mamoas) e as lajes com Arte Rupestre que se descobrem no alto das serras, até às mais recentes e típicas aldeias com fachadas e muros de xisto.

Ler mais

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 | 252 | 253 | 254 | 255 | 256 | 257 | 258 | 259 | 260 | 261 | 262 | 263 | 264 | 265 | 266 | 267 | 268 | 269 | 270 | 271 | 272 | 273 | 274 | 275 | 276 | 277 | 278 | 279 | 280 | 281 | 282 | 283 | 284 | 285 | 286 | 287 | 288 | 289 | 290 | 291 | 292 | 293 | 294 | 295 | 296 | 297 | 298 | 299 | 300 | 301 | 302 | 303 | 304 | 305 | 306 | 307 | 308 | 309 | 310 | 311 | 312 | 313 | 314 | 315 | 316 | 317 | 318 | 319 | 320 | 321 | 322 | 323 | 324 | 325 | 326 | 327 | 328 | 329 | 330 | 331 | 332 | 333 | 334 | 335 | 336 | 337 | 338 | 339 | 340 | 341 | 342 | 343 | 344 | 345 | 346 | 347 | 348 | 349 | 350 | 351 | 352 | 353 | 354 | 355 | 356 | 357 | 358 | 359 | 360 | 361 | 362 | 363 | 364 | 365 | 366 | 367 | 368 | 369 | 370 | 371 | 372 | 373 | 374 | 375 | 376 | 377 | 378 | 379 | 380 | 381 | 382 | 383 | 384 | 385 | 386 | 387 | 388 | 389 | 390 | 391 | 392 | 393 | 394 | 395 | 396 | 397 | 398 | 399 | 400 | 401 | 402 | 403 | 404 | 405 | 406 | 407 | 408 | 409 | 410 | 411 | 412 | 413 | 414 | 415 | 416 | 417 | 418 | 419 | 420 | 421 | 422 | 423 | 424 | 425 |

Agenda Cultural

Inquérito

Considera que a Confraria Gastronómica do Cabrito Estonado é uma mais-valia para Oleiros?

Ver Resultados

Newsletter




Home | Notícias | Telefones Úteis | Contactos | Acessos para Oleiros | Mapa do Site | Programação Mensal | Links

© Município de Oleiros 2017 - Desenvolvido por citricweb.pt