Contactos
Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros Oleiros

Navegação

Pesquisa no Site

Sugestões:

 
Fechar [x]

Risco de incêndio

9628343

Visitantes

Notícias Arquivo de Notícias

Conferência de Leitura “Ler +” em Oleiros

Por Município de Oleiros em 28 de Novembro de 2011

Decorreu no passado dia 27 de Novembro (Domingo), pelas 15 horas, no auditório da Casa da Cultura de Oleiros, a I Conferência de Leitura “Ler +”. Integrada no Plano Nacional de Leitura, esta revelou-se uma iniciativa bastante interessante na qual foram debatidas, numa perspectiva abrangente, as variáveis inerentes à promoção de hábitos de leitura entre a população, captando a atenção do público presente. 
A abrir a sessão, o presidente da Câmara Municipal de Oleiros, José Santos Marques, manifestou a sua inquietação perante a iliteracia da população portuguesa, situação essa que no seu entender deve ser encarada com carácter de prioridade. O autarca frisou ainda que, “uma sociedade mais culta é uma sociedade mais competitiva e bem-sucedida”.

Segundo o edil, “sempre houve a preocupação de dotar as infra-estruturas municipais com todos os recursos que facilitem a vida à população, melhorando a sua qualidade de vida e investindo nos meios que permitam a sua valorização pessoal (…) Este é o caso do apetrechamento do acervo bibliográfico municipal com livros actuais e de qualidade ou do acesso das pessoas à informação e comunicação (como o acesso gratuito à internet ou a aposta em fontes de informação como a Agenda Cultural e o website do Município), sempre com o intuito de modificar os hábitos de leitura entre a população”. De seguida tomou a palavra a Dra. Isabel Costa, coordenadora da Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade, a qual frisou os aspectos relacionados com o valor e o impacto das Bibliotecas (pública e escolar) na promoção da leitura. Segundo a oradora, o Plano Nacional de Leitura, assim como a adesão à Rede de Bibliotecas Escolares, veio aumentar o espólio bibliográfico da Biblioteca. “É essencial motivar para a leitura, mas este não deve ser um acto que se impõe”. 



Seguiu-se a comunicação de Telma Veríssimo, técnica-estagiária da Biblioteca Municipal de Oleiros (B.M.O.) que abordou de uma forma bastante completa e apelativa os novos desafios que se colocam às bibliotecas no contexto da planificação da actividade da leitura de lazer e da sua promoção. A sua comunicação foi ainda enriquecida com uma exposição sobre a realidade da B. M. O, dando exemplos de algumas actividades desenvolvidas com o intuito de criar e fortalecer os hábitos de leitura nas crianças, desde a 1.ª infância. Este é o caso da iniciativa “Faz lá um poema”, focada para os alunos do 1.º Ciclo e da Hora do Conto, destinada ao ensino pré-escolar, a qual mereceu o reconhecimento público pelo exemplo que tem dado. Aproveitando os recursos humanos, materiais e pedagógicos disponíveis, a iniciativa tem revelado bastante talento e dinamismo, o que mereceu elogios por parte da Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas, pela sua qualidade e estímulo para a cooperação entre as várias bibliotecas da região. De seguida tomou a palavra a técnica Ana Luzia Martins, responsável pela B.M.O., a qual abordou o papel da família na promoção do gosto pela leitura, reforçando a sua importância, nomeadamente em idade pré-escolar. A oradora popós ainda acções e iniciativas que façam da Biblioteca um melhor agente de promoção de hábitos de leitura.
 
A finalizar, a Dra. Maria Eduarda Rodrigues, responsável pela Biblioteca da Escola Superior Agrária de Castelo Branco encerou de uma forma bastante sucinta e interessante o ciclo das bibliotecas escolares, ao mesmo tempo que abordou o impacto das novas tecnologias sobre o livro impresso, tema esse que suscitou a reflexão dos presentes. Analisando a dicotomia “novas tecnologias da informação – alternativa ou complementaridade?”, foi entendido por todos que se deveria assumir a leitura em todas as suas dimensões. Perante um painel tão interessante de oradores, a conferência revelou-se bastante profícua e enriquecedora, num espaço de diálogo e partilha de ideias que prendeu a atenção de todos.


Ler mais

Ex-SCUT com portagens a partir de 8 de Dezembro

Por Município de Oleiros em 28 de Novembro de 2011

Ex-SCUT com portagens a partir de 8 de Dezembro

O diploma que estabelece o pagamento de portagens nas concessões SCUT do Algarve, da Beira Interior, no Interior Norte e na Beira Litoral a partir de 8 de Dezembro foi hoje publicado no Diário da República. As vias que passam a ter portagens são a A22, que integra a Concessão do Algarve, a A23 (que entre o nó com a A 1 e o nó Abrantes Este integra a Concessão da EP — Estradas de Portugal e no restante a Concessão da Beira Interior), a A24 (integrada na Concessão do Interior Norte) e a A25 (que integra a Concessão da Beira Litoral/Beira Alta).

O decreto-lei garante a criação de «um regime de discriminação positiva para as populações e para as empresas locais, em particular das regiões mais desfavorecidas, que beneficiam de um sistema misto de isenções e de descontos nas taxas de portagem». Desde logo, estabelece que as pessoas singulares e as pessoas colectivas que tenham residência ou sede na área de influência destas auto-estradas «ficam isentas do pagamento de taxas de portagem nas primeiras 10 transacções mensais que efectuem na respectiva auto-estrada». Após estas 10 passagens em pórticos, estes beneficiários têm «um desconto de 15% no valor da taxa de portagem aplicável em cada transacção». Para beneficiarem do desconto, os utilizadores tem de comprovar periodicamente a sua morada de residência ou da sede da empresa, apresentando o título de registo de propriedade, o certificado de matrícula ou um documento do locador que identifique o nome e a morada da residência ou da sede do locatário. Este regime de isenções e descontos está em vigor até 30 de Junho de 2012 e, a partir de 1 de Julho de 2012, mantém-se apenas para as auto-estradas que servem regiões com um produto interno bruto (PIB) per capita regional inferior a 80% da média do PIB per capita nacional.

O diploma estabelece as áreas de influência de cada auto-estrada com base na área dos concelhos inseridos numa nomenclatura das unidades territoriais estatísticas de nível 3 (NUTS III), de forma que «qualquer parte do território dessa NUTS fique a menos de 20 km dos lanços e sublanços da auto-estrada». As taxas máximas de portagem têm como base a tarifa de referência para a classe 1, sendo que a relação desta com o valor das tarifas de portagem das classes 2, 3 e 4 não pode ser superior a, respectivamente, 1,75, 2,25 e 2,5 euros. O sistema de cobrança é «exclusivamente electrónico» e o não pagamento de portagens está sujeito a sanções. As receitas das taxas de portagem revertem para a Estadas de Portugal, a quem cabe a gestão do sistema de cobrança, e que celebra com as concessionárias um contrato de prestação de serviços relativo ao serviço de cobrança de taxas de portagem. No ano passado, o Governo já aplicou o pagamento de portagens às antigas vias sem custos para o utilizador da Costa de Prata, do Grande Porto e do Norte Litoral, uma decisão que explica «por entender que os princípios da universalidade e do utilizador pagador garantem uma maior equidade e justiça social, bem como permitem um incremento das verbas obtidas com a exploração das infra-estruturas rodoviárias».

 

Ler mais

Documentário sobre Viagem do Padre António de Andrade ao Tibete

Por Município de Oleiros em 28 de Novembro de 2011

Documentário sobre Viagem do Padre António de Andrade ao Tibete

Está a passar na RTP 2, aos Domingos, pelas 19h30m uma série documental de 4 episódios intitulada "Himalaias - A viagem dos jesuítas portugueses", de Joaquim Magalhães de Castro. Ontem foi emiido o segundo episódio e como já é habitual, as referências ao padre oleirense António de Andrade, baseadas nos seus importantes testemunhos, foram fulcrais.

Próximos episódios: 4 e 11 de Dezembro.

Esta é uma série documental que traduz uma aventura de milhares de quilómetros através de uma das mais espetaculares e deslumbrantes paisagens do planeta. Terra de mosteiros, alta montanha, lagos de água cristalina e rotas de peregrinação lendárias, o Tibete continua a ser o mais misterioso e aliciante recanto dos Himalaias. Joaquim Magalhães de Castro, viajante e investigador da História da Expansão Portuguesa, refaz as rotas de um grupo de intrépidos jesuítas portugueses do início do século XVII, pioneiros nos Himalaias, convidando-nos a conhecer um importante capítulo do nosso passado colectivo: a exploração do interior do continente asiático, associada à ancestral busca do mítico reino do Cataio, onde se acreditava existirem cristandades perdidas. Em 1624, após uma duríssima travessia através dos «desertos de neve» que separam a Índia do Tibete, o padre António de Andrade chega a Tsaparang, a capital do reino tibetano de Guge. Andrade foi o primeiro ocidental a visitar o Tecto do Mundo. Outros pioneiros se seguiriam, optando por diferentes rotas que os levariam aos não menos misteriosos reinos do Ladakh, Sikkim, Nepal e Butão. Ao longo de quatro episódios poderemos seguir, passo a passo, a longa jornada de Joaquim Magalhães de Castro, que se inicia em Macau e termina em Agra, a cidade do Taj Mahal.

 

Ler mais

Obras do novo Jardim-de-Infância de Oleiros a bom ritmo

Por Município de Oleiros em 28 de Novembro de 2011

Obras do novo Jardim-de-Infância de Oleiros a bom ritmo

Iniciadas no passado mês de Junho, decorrem a bom ritmo, as obras de construção do edifício destinado ao novo Jardim-de-infância de Oleiros, sendo que, o prazo para a sua conclusão é de 10 meses.

O novo edifício situa-se junto da escola-sede do agrupamento, no espaço entre esta e o edifício da escola do 1.º ciclo, o qual se encontra nas imediações do complexo desportivo municipal.

A obra foi adjudicada à firma Teixeira Pinto & Soares, Lda., pelo valor de 395.035,53 euros a que acresce o respectivo IVA.

Ler mais

Concerto de Natal na Igreja Matriz de Oleiros

Por Município de Oleiros em 25 de Novembro de 2011

Concerto de Natal na Igreja Matriz de Oleiros

Vai ter lugar no próximo dia 11 de Dezembro, pelas 15:00 horas, o Concerto "Clássicos de Natal" executado pela Orquestra Típica Albicastrense, estando a Direcção Musical, Orquestrações e Harmonizações a cargo do Maestro Carlos Salvado. A entrada é livre e este será um acontecimento imperdível que irá enaltecer o Natal em Oleiros, enchendo o coração de todos com o genuíno espírito natalício beirão.

Ler mais

XII Passeio Turístico de TT "Trilho do Estreito"

Por Município de Oleiros em 24 de Novembro de 2011

Ler mais

I Concurso de Montras da Vila de Oleiros (e Concurso de Árvores de Natal)

Por Município de Oleiros em 23 de Novembro de 2011

I Concurso de Montras da Vila de Oleiros (e Concurso de Árvores de Natal)

Com o objectivo de reviver a tradição e salientar o espírito natalício no seio da comunidade, a Junta de Freguesia de Oleiros está a promover o I Concurso de Montras da Vila de Oleiros, o qual decorrerá de 19 de Dezembro de 2011 a 6 de Janeiro de 2012 e é destinado ao comércio local. Simultaneamente, decorrerá o Concurso de Árvores de Natal, a partir do dia 1 de Dezembro, o qual se destina a todas as Instituições sediadas na Freguesia, sendo a sua participação inteiramente gratuita. A Inscrição no Concurso deverá ser efectuada mediante o preenchimento de uma Ficha de Inscrição, a qual deverá ser entregue nos serviços administrativos da Junta de Freguesia de Oleiros, até às 17H30 do dia 25 de Novembro de 2011.

Ler mais

Páginas: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | 181 | 182 | 183 | 184 | 185 | 186 | 187 | 188 | 189 | 190 | 191 | 192 | 193 | 194 | 195 | 196 | 197 | 198 | 199 | 200 | 201 | 202 | 203 | 204 | 205 | 206 | 207 | 208 | 209 | 210 | 211 | 212 | 213 | 214 | 215 | 216 | 217 | 218 | 219 | 220 | 221 | 222 | 223 | 224 | 225 | 226 | 227 | 228 | 229 | 230 | 231 | 232 | 233 | 234 | 235 | 236 | 237 | 238 | 239 | 240 | 241 | 242 | 243 | 244 | 245 | 246 | 247 | 248 | 249 | 250 | 251 | 252 | 253 | 254 | 255 | 256 | 257 | 258 | 259 | 260 | 261 | 262 | 263 | 264 | 265 | 266 | 267 | 268 | 269 | 270 | 271 | 272 | 273 | 274 | 275 | 276 | 277 | 278 | 279 | 280 | 281 | 282 | 283 | 284 | 285 | 286 | 287 | 288 | 289 | 290 | 291 | 292 | 293 | 294 | 295 | 296 | 297 | 298 | 299 | 300 | 301 | 302 | 303 | 304 | 305 | 306 | 307 | 308 | 309 | 310 | 311 | 312 | 313 | 314 | 315 | 316 | 317 | 318 | 319 | 320 | 321 | 322 | 323 | 324 | 325 | 326 | 327 | 328 | 329 | 330 | 331 | 332 | 333 | 334 | 335 | 336 | 337 | 338 | 339 | 340 | 341 | 342 | 343 | 344 | 345 | 346 | 347 | 348 | 349 | 350 | 351 | 352 | 353 | 354 | 355 | 356 | 357 | 358 | 359 | 360 | 361 | 362 | 363 | 364 | 365 | 366 | 367 | 368 | 369 | 370 | 371 | 372 | 373 | 374 | 375 | 376 | 377 | 378 | 379 | 380 | 381 | 382 | 383 | 384 | 385 | 386 | 387 | 388 | 389 | 390 | 391 | 392 | 393 | 394 | 395 | 396 | 397 | 398 | 399 | 400 | 401 | 402 | 403 | 404 | 405 | 406 | 407 | 408 | 409 | 410 | 411 | 412 | 413 | 414 | 415 | 416 | 417 | 418 | 419 | 420 | 421 | 422 | 423 | 424 | 425 |

Agenda Cultural

Inquérito

Considera que a Confraria Gastronómica do Cabrito Estonado é uma mais-valia para Oleiros?

Ver Resultados

Newsletter




Home | Notícias | Telefones Úteis | Contactos | Acessos para Oleiros | Mapa do Site | Programação Mensal | Links

© Município de Oleiros 2017 - Desenvolvido por citricweb.pt