Scroll Top

Ano Internacional das Florestas chega ao fim

No âmbito do encerramento do Ano Internacional das Florestas, o qual decorreu em 2011 sob o lema “Floresta para todos”, o Comité Português para a celebração desta efeméride proclamada pelas Nações Unidas faz no o balanço das actividades desenvolvidas, concluindo pela necessidade de garantir a perenidade das mesmas para além de 2011. Estas saldaram-se por um enorme êxito, em mais de 800 iniciativas levadas a cabo pelas mais diversas instituições de cariz associativo, educativo, cultural, recreativo, profissional ou académico.

Como meio de reforçar a floresta na agenda dos responsáveis políticos, dos decisores e da sociedade civil que em conjunto devem ser mobilizados para uma causa pública, será mantida a plataforma virtual já existente, em www.florestas2011.org.pt, como ferramenta de comunicação privilegiada para quem quer saber, em qualquer altura do ano, em qualquer lugar do país, o que se está a fazer pela nossa floresta, com a nossa floresta e para a nossa floresta.

A terminar as comemorações, a Assembleia da República associa-se ao Ano Internacional das Florestas em Portugal e institui o sobreiro como Árvore Nacional de Portugal. Do mesmo modo, foi lida a seguinte declaração:

«A floresta é riqueza nacional, representando 3% do PIB nacional, 11% do PIB industrial, 11% do total das exportações – à frente dos sectores do turismo, do têxtil e do calçado – emprega cerca de 260.000 postos de trabalho. Constitui o habitat de 80% da biodiversidade terrestre, melhora a qualidade da água, protege os solos, sequestra carbono, valoriza a paisagem, as actividades e os serviços ambientais relacionados com o sector e os espaços florestais. A floresta representa uma contribuição anual para a economia portuguesa de 1.300 milhões de euros.

Por tudo isto, a celebração do Ano Internacional das Florestas decretado pelas Nações Unidas, não foi uma obrigação, mas verdadeiramente uma devoção».

Posts relacionados

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.