António Maio, Arnaldo Martins e João Monteiro venceram a Baja nas Motos, Quads e SSV’s

1521561263antonio_maio

Cumprido um primeiro dia de competição que já deixava algumas indicações sobre os favoritos à vitória, António Maio (Motos), Arnaldo Martins (Quads) e João Monteiro (SSV) venceram a Baja TT do Pinhal 2018, tendo sido a prova inaugural do Campeonato Nacional de TT que se realizou nos dias 16 e 17 nos concelhos de Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã.

Nas motos, o tricampeão nacional, António Maio, aproveitou da melhor forma a ausência do seu mais direto adversário, Sebastian Buhler, para marcar um ritmo forte que, desde cedo, afastou a restante concorrência.

Depois de terminar o primeiro dia com mais de 1m20s de vantagem sobre Martim Ventura, o piloto da Yamaha WR entrou no segundo dia com ritmo superior e acabou por, sem surpresa, vencer a prova com mais de seis minutos de vantagem para o segundo classificado, Mário Patrão (KTM 500 EXC), ocupando Salvador Vargas (KTM EXC F) o terceiro lugar do pódio.

Apesar da reduzida lista de inscritos, a emoção esteve bastante presente na prova dedicada aos quads.

Fábio Ferreira (ATVRACING) que dominou o prólogo, não conseguiu aguentar o ritmo da concorrência e desde cedo ficou arredado da luta pela vitória.

Mais tarde foi Filipe Silva (Suzuki LTR) a vencer o primeiro setor seletivo, mas que de nada valeu uma vez que Arnaldo Martins (Suzuki LTR), já no segundo dia de prova, puxou dos galões para vencer o segundo setor seletivo de forma clara.

E beneficiou, mais tarde, da anulação do último setor seletivo devido à falta de condições de segurança na pista.

O campeão nacional em título entra, assim, da melhor forma na temporada, o que o deixa extremamente satisfeito.

Filipe Martins (Yamaha YFZ450) e Fábio Ferreira completaram o pódio.

Confirmada que estava a ausência do campeão nacional, Bruno Martins, a Baja TT do Pinhal entre os SSV ficou marcada por uma luta intensa pela vitória.

João Monteiro (Can-Am Maverick X3 XRS), vice-campeão em título e principal favorito à vitória não teve vida fácil para levar de vencida a ronda inaugural do Nacional de TT.

Monteiro assumiu a liderança ainda durante o primeiro dia da prova, não mais largando o topo da classificação.

Ainda assim, foi suplantado por Pedro Carvalho (Can-AM Maverick X3 XRS) no segundo setor seletivo, o que deixava com apenas 19.37s de vantagem para Monteiro gerir nos derradeiros 62.33 km da prova que acabariam por não se realizar por decisão da Direção de Prova.

Pedro Carvalho leva para casa um honroso segundo lugar, especialmente após a luta que travou com o vencedor. O degrau mais baixo do pódio ficou entregue a Ricardo Carvalho em Yamaha YXZ 1000 SS.

 

Posts relacionados

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.