Pçª do Município, 6160-409 Oleiros, Portugal

Centenário do nascimento de José Saramago assinalado com texto do autor sobre Oleiros

1637082500Saramago_Fundo_sem_act (Demo)
Dando início às comemorações do centenário do nascimento do prémio Nobel da Literatura português, o qual faria 100 anos a 16 de novembro de 2022, o Município de Oleiros associa-se a esta efeméride e no dia de hoje, simbolicamente, partilha um trecho da obra Viagem a Portugal, na qual o autor visitou o concelho entre 1978 e 1980. Recorde-se que neste período José Saramago percorreu o país de lés a lés, a convite do Círculo de Leitores, que comemorava o décimo aniversário da sua implantação em Portugal.
Disse o autor após essa deambulação, misto de crónica, narrativa e recordações, que «o fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite… É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos».
Evidenciando algumas passagens, destacamos o trajeto que trouxe Saramago até Oleiros “é um caminho de grande solidão: são dezenas de quilómetros sem vivalma, montes em cima de montes, como pode ser tão grande tão pequeno país”. Em Oleiros, gostou o viajante de ver as imagens que estão na igreja matriz “como aquela Virgem de pedra que na mão direita segura um ramo de flores. A igreja merece largamente a visita … o tecto pintado e os azulejos da capela-mor”.
No texto pode ler-se ainda que “Oleiros está entre duas serras: a de Alvelos, a sudeste, a Vermelha, a noroeste. O viajante tem o seu fito: quer ir a Álvaro, terra aonde só por este lado se chega, e para isso tem de subir a serra Vermelha. Não é muito alta a serra, nem extensa, se se for comparar. Mas tem uma particular grandeza feita de severidade, de solidão quase angustiosa, com os seus fundos barrancos, as encostas cobertas de urze, a que talvez deva o nome que tem”. Estas e outras narrativas, bem ao jeito do autor, com alguns episódios pitorescos, podem ser lidas no texto dedicado a Oleiros integrante da obra referida. Leia o texto na íntegra aqui.

Posts relacionados

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.