Feira do Pinhal volta a superar expectativas

Durante cinco dias, a Feira do Pinhal voltou a trazer milhares de pessoas a Oleiros. Nesta 16ª edição, a “floresta de oportunidades” que é o nosso concelho refletiu-se não só nos expositores mas também no stand do Município que despertou a atenção dos visitantes. Constituído por 264 paletes provenientes de uma empresa local, refletiu as potencialidades desta matéria-prima que representa o “ouro do pinhal”.

A floresta voltou a ser a marca dominante deste evento, indo ao encontro das maiores prioridades deste Executivo. Nesse sentido, o certame foi inaugurado pelo Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento que enalteceu o longo percurso que o concelho tem feito nesta área.

A cultura tem sido outra temática em destaque, através, por exemplo da assinatura de protocolos como o de Saint-Doulchard com este Município, que prevê um intercâmbio de experiências e de conhecimentos a nível cultural, social, educativo, desportiva e económico. Esta cidade francesa marcou presença na Feira, não só com um stand mas também com o Grupo de Bombos “Zés Preiras” e o Rancho Folclórico “Flores do Lima”. Vindos de Genebra (Suíça), o Rancho Folclórico da Casa do Benfica, marcou presença no palco da Mostra Musical. Também a cultura oleirense subiu a palco, com atuações do Grupo de Danças e Cantares do GAIO, Abílio Alves, Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros e Sociedade Filarmónica Oleirense.

Os concertos deste ano voltaram a trazer a Oleiros artistas de renome nacional. Nesta edição o Palco Principal da Feira contou com AGIR,  Carolina Deslandes e “Sons do Minho”.

O workshop de dança “Dance Project Tour” foi uma estreia nesta Feira, contando com Blaya, Rita Spider, Carina Russo e Vítor “Kpez”. Cerca de 60 participantes aprenderam Kudafro, Hip-Hop, House e Dancehall.

O espetáculo multimédia cria todos os anos expectativa sobre os visitantes. Este ano, “Bells” foi ante-estreia mundial e teve como elemento principal o maior carrilhão itinerante do mundo, assim como um vibrafone e um gamelão. A banda sonora original esteve a cargo de Nuno Caldeira e do Maestro Paulo Neto, perfeitamente sincronizada com a pirotecnia.

A Feira do Pinhal, progride a cada edição, aperfeiçoando a receita de sucesso que se repete há 16 anos e que atrai cada vez mais pessoas ao concelho.

Posts relacionados

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.