Oleiros aposta na capacitação de agentes culturais

1619610128invasoes_francesas
No dia em que se assinalou o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (18 de abril), arrancou em Oleiros o ciclo de 4 sessões de capacitação das entidades culturais locais, inserido no projeto intermunicipal Beira Baixa Cultural 2.0. Numa iniciativa que pretende fomentar a participação cívica, retomar a fruição cultural de forma segura, valorizar o património histórico e dinamizar o interior do país, a primeira sessão ficou marcada pela participação de um grupo intergeracional motivado que irá assumir de forma integrada vários aspetos que levarão à concretização de uma produção teatral. No total serão 18 horas de capacitação que pretendem incluir os agentes locais e fomentar a articulação entre cultura e turismo, através do fornecimento de conhecimentos técnicos na área da programação cultural e da organização de visitas guiadas e encenadas.

Assim, as invasões francesas são a inspiração da primeira produção artística que a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) está a dinamizar em cada um dos seis municípios, no âmbito do projeto Beira Baixa Cultural 2.0, e que irá recrutar os elementos do espetáculo nas comunidades locais. Nesse sentido, qualquer pessoa que tenha interesse em teatro, música, produção de cenários e de guarda-roupa, com ou sem experiência, pode ainda integrar este projeto, solicitando a respetiva ficha de inscrição através da Casa da Cultura de Oleiros (272 680 230). A próxima sessão é já no dia 23 de abril (sexta-feira), pelas 17:30h, estando as seguintes agendadas para os dias 24 e 26 de abril, pelas 15h e 17h, respetivamente.

Depois de constituída e capacitada a equipa, nos meses de maio e junho – em horário pós-laboral ou aos fins-de-semana – decorrem a primeira e segunda fase de ensaios para o espetáculo “As Invasões Francesas na Beira Baixa” que, no caso de Oleiros, está agendado para o dia 3 de julho.

Recorde-se que o envolvimento das associações e comunidade local é fundamental para aproximar a população do património histórico e legado cultural relevante de cada Município e da Beira Baixa. Além da apresentação pública dos 6 espetáculos em cada concelho, encontra-se ainda prevista a sua transmissão em direto, através de plataformas digitais, garantindo desta forma que os conteúdos culturais produzidos atinjam diferentes públicos de diferentes contextos e regiões, assumindo como uma estratégia para projetar a imagem da região da Beira Baixa e desta forma incrementar a capacidade de atração turística, pela oferta de atividades culturais distintivas associadas à identidade, cultura e tradições únicas da Beira Baixa.

Posts relacionados

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.