Oleiros revive era quinhentista no próximo fim de semana

13696541371

31 de maio, sexta-feira

20h00 – O Arauto lê a postura que decreta 3 dias de festa e Feira para comemorar os 500 anos do Foral de Oleiros, anunciando ao mesmo tempo a entrada régia nos dias seguintes.

21h00 – Banquete ao ar livre.

22h00 – Arraial, danças à desgarrada e espetáculo de malabares de fogo sobre o Milagre das Rosas. Danças Mouras.

24h00 – Encerramento da Feira.

1 de junho, sábado

14h00 – Abertura da Feira – Mercadores e artesãos iniciam as suas atividades.

15h00 – Cortejo Régio pelas ruas do burgo e Bênção da Feira pela entidade religiosa. Convocatória dos homens bons do concelho para a redação do Foral. Animação no terreiro – Danças Renascentistas. Apresentação de escudeiros de linhagem e adubamento de novos cavaleiros. Justa de cortesia entre os notáveis cavaleiros. Jogos tradicionais infantis.

16h00 – Colóquio sobre Foral Manuelino de Oleiros com palestra pelo dr. Leonel Azevedo (Auditório da Casa da Cultura de Oleiros).

17h00 – Torneio de Armas Apeado na Liça por amor de uma donzela desvalida.

18h00 – Visita do Almotacem e do Meirinho à Feira e aferição dos pesos e medidas nos tendeiros, almocreves e carroças de bufarinheiros.

20h00 – Um grupos de judeus sefarditas, recém-chegados de Espanha, apresentam-se a El-Rei e rogam-lhe proteção. Dois mouriscos suplicam ao Rei pelas suas vidas.

21h00 – Eucaristia.

22h00 – Rapto das freiras samaritanas por uma mesnada castelhana e o seu resgate pela milícia da Vila.

23h00 – Irrompem no terreiro saltimbancos e histriões. Ao som das gaitas de foles e dos pandeiros, baila o povo folgazão.

24h00 – Encerramento da Feira.

2 de junho, domingo

14h00 – Abertura do arraial e arruada pelas ruas do burgo. Visita do Meirinho e mesteirais. Comeres e beberes nas tabernas e casas de pasto.

15h00 – Cortejo Régio pelas ruas do burgo. Leitura e teatralização da carta de Foral.

17h00 – Torneio de Armas a Cavalo na Liça para adubamento de cavaleiros.

18h00 – Danças e folias com saltimbancos e menestréis.

20h00 – Jogos tradicionais e comeres e beberes nas locandas do mercado.

21h00 – Toque a rebate no terreiro. Ataque de uma horda de salteadores esfaimados. Julgamento e execução em praça pública dos salteadores capturados, seguindo-se um Auto de Fé de heréticos e contumazes.

22h00 – Encerramento da Feira.

*Evento integrado nas comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino de Oleiros.

Posts relacionados

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.