Miradouro do Zebro

Desta fraga quartzítica as panorâmicas vertiginosas alargam-se pelo vale da Ribeira das Casas da Zebreira, 200m a baixo. Daqui observa-se a complexidade da crista do Muradal em três alinhamentos quartzíticos. Este é o ponto mais alto da escarpa, como marco a assinalar os 888m de altura. Zebro era uma espécie de cavalo selvagem que viveu na Península Ibérica até ao século XVI. Este é descrito como um animal parecido com o asno doméstico, mas mais alto e mais forte, muito veloz, com mau temperamento e com pelo riscado de cinzento e branco no dorso e nas patas.

Coordenadas GPS:
39º57’48’’N 7º46’26’’W

1399906139Escola_de_Escalada_da_Crista_do_Zebro

Nos locais onde foi abundante, conservam-se vários topónimos relacionados com este animal. No caso do concelho de Oleiros destacam-se as localidades de Zebreira ou Casas da Zebreira e Zebro. Este local encontra-se equipado com 32 vias de escalada com vários níveis de dificuldade que vão do 3º até ao 8º nível, tendo em conta que o nível máximo de dificuldade é o 9º.

Um dos setores é considerado escola de escalada, uma vez que permite a aprendizagem até para quem nunca praticou este desporto.

Preferências de Navegação
Quando visita o nosso site, ele pode armazenar informações pela via do seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui pode alterar suas preferências de privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência de navegação no nosso site e nos serviços que oferecemos.